ME ACENDE

(Lia Contri)

.

Me acende

Com esse seu toque

A gente se encaixa, que sorte

Quero nossos corpos se misturando

Sua pegada forte

E meus gemidos te excitando
 

Quente

Pra você, não sei dizer "não"

Sinto meu corpo queimar

Não penso com o cérebro ou o coração

Meus desejos por você vem de outro lugar

Sua boca ali, hmmm...

Acende a fagulha

Olha só, eu até perco a postura
 

Sente

Agora é minha vez de te dar prazer

Apaguei a luz pro quarto escurecer

Faço cara de safada, sei que ainda pode ver

Cravo as unhas no seu peito

Te arranhando

Subo logo pra um beijo

Porque quero continuar os planos
 

Cruelmente

Vou por cima, rebolando

Hoje eu quero dominar

Adoro ver sua cara, quase implorando

Pra eu sentar logo e parar de atiçar

Cada vez que eu beijo seu pescoço

E fala putaria no seu ouvido

Tudo fica mais gostoso

Amor, hoje nem precisamos do Cupido
 

De repente

Você cansa de ficar esperando

Eu entendo, também tô latejando

Sou submissa mais uma vez

Não nasci pra mandar essas horas, eu sei

No meio de tudo,

Eu sussurro

"Quero dar de quatro"

Você sorri enquanto eu viro

Bate no meu rabo

Me morde igual vampiro

Pra ficar marcado
 

Simplesmente

Na cama somos almas gêmeas

Fora dela a gente não se aguenta

Quando te vejo eu fico sedenta

Resistir? Você até tenta

Mas quando te beijo

Só quer mais e mais ficar assim

Vai, admite logo que eu te deixo doidin
 

Ou mente

Fala que não quer

Eu sei que é mentira

Sinto sua energia

Esquece tudo, agora somos só nós dois

A gente vê o que acontece depois

Vem aqui pra cama

Que eu já tô cansada de bancar a dama

Vamos se amar de noite e se odiar pela manhã

Vem cá, vem

Que eu já tirei o sutiã

...