VOU TE ESPERAR SENTADA SIM. EM OUTRO.

Tudo bem, eu te dou o tempo.

Todo tempo.

Na minha sincera opinião, chegar ao extremo de tomar essa decisão é admitir que acabou, mas não ter coragem de pôr um fim. Eu não queria esse fim, então, eu te dou o tempo.

Mas preciso avisar.

tô bem tranquila pra falar isso porque eu bem sei que o teu pensamento vai por este caminho.

Vou esperar sentada.

Em outro.

E enquanto você tenta entender se eu caibo na sua vida, eu vou medindo outras coisas.

Nem é vingança.

É só um jeito de encarar os fatos.

Amar é uma coisa, ter vontade é outra, cair no conto da carência é mais outra.

Pode ser que eu te ligue no meio da madrugada querendo foder.

Pode ser que eu mande mensagem pela manhã querendo um carinho.

Pode ser que eu suma, do jeito exato que você está pedindo: espaço.

Tenho uma amiga que diz que "tempo" é só um test-drive da vida de solteiro.

Eu gosto dessa definição.

Eu gosto de saber que ainda tenho o controle de tudo e mesmo que eu soe incoerente dizendo isso tudo, tomo as minhas decisões hoje com um misto de raiva, frustração e consciência limpa.

Eu tentei.

Você também tentou.

Se agora você quer tempo, dou.

Mas se bater a vontade de dar, vou dar também.

Se for numa recaída nossa, tudo bem.

Se for pra outro, foda-se.

A Vida vai seguir e você sabe muito bem que o que é pra ser tem muita força.

Que venha, sim, com força, desejo e na hora que tiver de ser.

No tempo de dar certo.

Se der.

Se eu der.

E eu vou dar.

Teu tempo e o que eu quiser.

Porque, se você me conhece bem, eu fico sem você, mas não fico sem sexo.