AMOR DE PICA 

(anônima)

.

Em plena madrugada meu celular toca e me acorda.

É você.

Me chama. Me deseja. Me clama.

E eu, ao ver teu nome na tela, já me sinto esquentar.

"Tá disposta hoje?"

"Sempre."

"Vou bolar um e chego já."

Você vem com esse jeito de menino tímido, meio que escondendo o jogo. Quem vê nem imagina a delícia de homem que você é...

Você me arranca as roupas, me beija, me morde, me chupa...

Aaah, e como chupa...

Me derreto na tua boca...

E quando não aguento mais de prazer, te empurro, te deito, te chupo...

Adoro sua cara de quem tá gostando...

Suas mãos segurando meus cabelos, me puxando, querendo mais...

E sento.

Aaah como eu sento...

Te sinto, te arranho, te tenho...

Te ouço sussurrar "Gostosa!"...

E aí me entrego.

Seus tapinhas, suas mordidas, seu jeito de me pegar nos braços e me mudar de posição...

Aaah...Você sabe bem o que faz...

Sabe bem o caminho, onde achar meu prazer...

Achamos.

Gozamos.

Sorrimos.

É amor de pica...

E fica. Ôh, se fica...