QUEM DÁ CARINHO É PAI E MÃE, EU DOU É TREMEDEIRA NAS PERNAS

Eu gosto é de te deixar louca, sem ar, sem chão, molhada, sem voz, de tanto gemer pra mim.

E vamo pro chão, porque na cama a gente já explorou tudo que podia e a meta é te fazer gozar pela casa inteira.

Te virar do avesso.

Não vai ter cabelo arrumado, nem maquiagem no rosto que dure.

Tu sabe como eu faço, e me procura porque gosta dessa adrenalina, desse frio na barriga, da marca de unha que no outro dia te faz lembrar de mim.

E sei que tu lembra e dá risada.

É que dá vontade de repetir tudo de novo, toda a transa naquele quarto.

Nada se compara a tua cara de tesão, pedindo: “para!”, mas meus dedos em você continuam, só pra ver tu se contorcer e se tremer inteira.

Deixa eu tirar essa tua cara de marrenta, deixa eu falar o quanto cê fica gostosa quando ta molhada, deixa eu te beijar inteira, sentir você arrepiar, se perder, me amar.

Tu sabe que comigo o fogo é garantido, e que no outro dia, vai lembrar e molhar a calcinha.

Não sou dessas que manda mensagem fofa durante o dia, mas com certeza mando uma foto com a mão dentro calcinha: “pensei em você e não aguentei”.

(E tu gosta, não gosta?).